Inicio / Teologia Geral / A reconstrução social e espiritual no pós-guerra na visão de Meishu-Sama seguindo o conceito de Paul Tillich

A reconstrução social e espiritual no pós-guerra na visão de Meishu-Sama seguindo o conceito de Paul Tillich

A segunda guerra mundial foi um elemento da revolução mundial, a mesma moldou a sociedade atual e como ela atua, Tillich apresentou uma reconstrução espiritual pós-guerra. A desintegração espiritual e a perda da personalidade atual iniciaram com a filosofia naturalista e quando se perde a mesma, basicamente se perdeu o sentido profundo da vida, pois as inseguranças diante desse cenário produziram sentimentos negativos.

Meishu-Sama em “O Alicerce do Paraíso – Volume 2” no ensinamento “Exclusão do Temor” diz que a sociedade está vivenciando um momento de grande temor causado pelo pós-guerra, vejamos:

“Naturalmente esse fato não deixa de ser consequência da guerra, cujos danos são passageiros; a doença, no entanto, assume maior gravidade, por ser permanente. A agitação por que a humanidade passa, atualmente, revela a intensidade do seu temor à guerra. Isto porque as relações entre os países tendem a se agravar. Até hoje, o homem viveu num mundo de sofrimentos ininterruptos.” (2003. Pág. 15)

O sofrimento vivido não só causou problemas físicos, como também problemas espirituais e a solução apresentada mediante a esse cenário é de que o fiel deve ter sua fé inabalável em Deus:

“[…], esta época de agonia terá um fim, para dar lugar ao magnífico Paraíso Terrestre. Estamos absolutamente convictos disso e, imbuídos de tal convicção, prosseguimos com fé inabalável.” (2003. Pág. 16)

A esperança e a fé tomam um lugar de destaque, o qual Tillich diz que a vida espiritual oscila em: vida religiosa fanática e poderes o qual sua compreensão não é possível.  A ideia de um mundo transcendental se disseminou em diversas religiões – seja numa vida perfeita em um paraíso após a morte ou uma evolução espiritual – levou o homem a ter uma esperança, suas crenças em mundos transcendentes levaram a religião a um novo ápice, onde a realidade presente não é necessariamente o foco e sim o que existe após ela ou a recompensa da mesma, a busca por Deus permite um mundo além do visível, e que em um cenário de dor e sofrimento essa busca  se torne um alívio.

Tillich apresenta um conceito onde afirma que as igrejas em geral não representam um número grande perante a nossa cultura, são um pequeno número no setor da nossa civilização, porém a mesma tem um papel importante nessa reconstrução, pois existe a necessidade da proteção em relação a criatividade espiritual, a religião se torna importante quando existe uma reconstrução.

O apoio dos grupos espirituais se torna essencial na reconstrução, a mesma apresenta esperança, os versos citados acima por Meishu-Sama mostram a remissão de um fiel e esperança de encontrar alento em Deus, diante dessa visão, a busca por Deus se torna um socorro em meio ao sofrimento, o contexto histórico vivenciado foi a plena Segunda Guerra Mundial, sabemos o  quão foi uma realidade sofrida. O medo da morte, a luta pela sobrevivência e o padecimento de necessidades básicas era a realidade constante das pessoas que viveram naquele cenário.

Sendo assim Tillich diz que a política da soberania popular depois da guerra poderá ser proteção a grupos espirituais em aversão a repressões políticas e econômicas, se houver falha durante esse processo, não haverá nenhuma reconstrução espiritual.

 

Referências Bibliográficas:

Alicerce do Paraíso Volume 2- Religião, Milagre e o Mundo Espiritual. 4º Edição. São Paulo Editora: Fundação Mokiti Okada.
Cassirer, Ernst. Ensaio sobre o Homem: Introdução à filosofia da cultura humana. São Paulo. WMF Martins Fontes. 2° Edição. 2012
Paul Tillitch. A era protestante. pp. 275-285: Problemas espirituais de reconstrução depois da guerra.

Sobre Adilia Mical

Adilia Mical é Bacharel em Teologia pela Faculdade Messiânica e graduada em Multimeios Didáticos e idealizadora do Ateliê.

Confira também

Como o Alcorão é manipulado para justificar o terrorismo de radicais islâmicos?

  “No campo dos ideais políticos e religiosos está empregado o conceito de extremismo para referir-se a posições radicais …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *