Inicio / Teologia Geral / Como o Alcorão é manipulado para justificar o terrorismo de radicais islâmicos?

Como o Alcorão é manipulado para justificar o terrorismo de radicais islâmicos?

 

“No campo dos ideais políticos e religiosos está empregado o conceito de extremismo para referir-se a posições radicais e distantes de uma postura moderada.” 

Os radicais islâmicos tem sido destaque nesse campo de discussão devido às suas posições de extremismo perante a sociedade, impõem suas verdades acima de todas as outras e não medem esforços para que ela seja cumprida.

O fato de terem o Alcorão, que é a chave em questão, abre debate para diversos pontos, ler um versículo aleatório e a partir disso tirar uma conclusão equivocada e fazer disso uma verdade absoluta é o problema. O Alcorão foi escrito há centenas de anos atrás, era um contexto histórico totalmente diferente dos dias contemporâneos. Ler esses versículos citados no artigo isoladamente, somente apresenta um “ manual de guerra” de como lidar com qualquer situação.

Pequenos grupos com o mesmo pensamento se unem em prol de uma causa, e dificilmente essa exegese será efetuada ou ensinada por quem nasce dentro dessa cultura de extremismo e incentivo ao ódio sem mensurar as mudanças promovidas pela história, pois a sociedade que existia na época em que o Maomé viveu e quando o Alcorão foi compilado diverge em muito da atual.

As guerras presentes onde o islamismo é pulsante é um grande reflexo desse pensamento, que porventura mantém esse povo estagnado nesses versículos de guerra e inflexibilidade. Não é tão fácil entender como uma sociedade ainda vive com uma mentalidade assim. O texto pode se contextualizar, a forma como a crença é abraçada, não. Estão presos nesse ciclo e isso reflete todo o restante.

 

 

 

 

 

 

 

 

Referências Bibliográficas 

conceitos.com/extremismo – acesso em 28/05/2019

 

Sobre Adilia Mical

Adilia Mical é Bacharel em Teologia pela Faculdade Messiânica e graduada em Multimeios Didáticos e idealizadora do Ateliê.

Confira também

A reconstrução social e espiritual no pós-guerra na visão de Meishu-Sama seguindo o conceito de Paul Tillich

A segunda guerra mundial foi um elemento da revolução mundial, a mesma moldou a sociedade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *